segunda-feira, 10 de julho de 2017

Defendo a liberdade e o calor mais bonito do encontro humano


(...) Defendo os sentimentos verdadeiros e a valentia para divulgá-los.

A coragem para afastar o medo.

A bondade para estender a mão.

A humildade para perdoar.

A infinita capacidade para recomeçar.

Defendo a insistência.

A tolerância e o companheirismo.

Defendo colher girassóis à tardinha.

Pintar o dia mais cinzento.

Bordar ternura nas palavras mais ásperas.

Celebrar a gratuidade da natureza.

Cabular as mágoas.

Aceitar os abraços.

Dar à mão a palmatória para mudar de rota.

Virar o disco.

Defendo a delicadeza das mãos dadas.

A gentileza das esperas.

Defendo o novo jeito de viver sem o velho manual rígido que nos obriga a fazer coisas sem sentido

Defendo a liberdade e o calor mais bonito do encontro humano.

Defendo e inauguro essas anotações."

Ita Portugal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...